Patrocinado
Como-apresentar-um-vilão-em-Dungeons-and-Dragons

Demogorgon de Dungeons and Dragons

Dungeons and Dragons: Como apresentar o seu Boss aos aventureiros

Anteriormente passamos algumas dicas sobre como criar uma campanha do zero, contudo abordamos a criação de um Boss de uma forma bem genérica. Depois de criar o mundo, a trama o que mais deve empolgar os Mestres de Dungeons and Dragons é a criação de seu vilão, o cara por trás de toda a trama desse universo.

Patrocinado

Leia também: Crie a sua campanha do zero em Dungeons and Dragons

Decerto muitos mestres apresentam seus vilões em algum clímax da aventura, onde o embate acontece e os jogadores percebem que o boss é quase invencível. Isso pode dar ao grupo uma motivação melhor que puro altruísmo em derrotar o vilão. Embora isso seja algo que vá de contramão da forma que as lutas de Dungeons and Dragons devem acontecer. O Livro do Mestre ensina e classifica os encontros de combate em fácil, média, difícil e mortal, contudo alguns mestres tendem a fazer algo mais difícil que o mortal. Eventualmente se os seus jogadores realmente quiserem esse combate, podem vencer com sorte, com muita sorte. Provável, eles vão morrer.

Vecna-o-grande-Boss
Vecna em arte retratada por fã

Crie um NPC mais forte que os personagens

Existem algumas opções para você apresentar o seu boss e evitar um TPK(Total Party Kill). Crie um NPC bem mais forte que os personagens, crie vínculos entre os personagens e o seu NPC. Ao final o seu boss deve matar ele com um único golpe. Seus jogadores vão recuar e isso vai conexões fortes na sua campanha. Contudo, tenha cuidado, pois, os jogadores podem querer se vingar naquele exato momento, e isso mais uma vez vai trazer a morte deles.

Patrocinado

Coloque objetivos aos jogadores

Outra opção interessante para apresentar o vilão aos jogadores é que os personagens tenham objetivos. O resgate de um refém, o salvamento de vítimas de um desastre pode ser considerado um objetivo. O heroísmo e a vontade de brilhar dos jogadores, fará com que seus personagens deixem o vilão para um segundo instante em sua campanha. Entrar em combate quando vidas estão em jogo não é uma boa opção, ainda mais quando mais da metade da party tem um alinhamento bom.

Desabilite a party, mostre que eles ainda são fracos

Enfim, a última opção sem dúvidas é a melhor. Essa pode ser uma das mais difíceis para o mestre, pois tudo vai depender de sua narração. Fazer o vilão fugir no meio da batalha para não matar os jogadores é algo que pode depreciar a imagem do grande mal da aventura, e, por outro lado, pode ser decepcionante aos jogadores que isso ocorra. Calma, você ainda vai conseguir fazer um encontro intimidador e invencível aos jogadores, de uma forma natural e objetiva. Conceda ao seu vilão, habilidades de atordoamento e paralisia, isso vai desabilitar totalmente o grupo. Então a retirada do vilão se torna uma declaração de que o grupo é fraco demais para se incomodar em matar, em vez de fugir com o rabo entre as pernas.

Seja qual for o método que vai utilizar, tenha um pequeno roteiro anotado. Faça tudo com antecedência, tudo deve parecer natural, essa é a parte mais importante. Conhecer seu próprio plano é um bom começo. Enfim, Mestres quais alternativas que vocês utilizam para apresentar um vilão aos jogadores? Deixe nos comentários suas táticas.

Patrocinado