Patrocinado
Como criar um grande vilão em Dungeons and Dragons

Como criar um grande vilão em Dungeons and Dragons

Certamente, fazer um vilão que represente um desafio e, ao mesmo tempo, seja inesquecível é um dos grandes desafios de qualquer Mestre de Dungeons and Dragons, por isso separamos algumas dicas de como criar um grande vilão em sua aventura.

Patrocinado

Acima de tudo, o vilão de qualquer campanha precisa de metas e objetivos, e estes devem eventualmente colocar o vilão em conflito com os personagens dos jogadores. Os objetivos não precisam ser informações complexas ou públicas, e não precisam fazer sentido para pessoas de fora (pelo menos não há princípio), mas deve haver alguma ação abrangente que eles precisam realizar ou estado de ser que desejam.

Ideais e objetivos do vilão

Um exemplo do que foi dito acima é Thanos, ele pretende deixar o universo em um equilíbrio perfeito, um universo que não haja pobreza nem fome, mas para isso ele precisa erradicar metade dos seres vivos do universo. Ele não deixará que ninguém fique em seu caminho, logo os personagens dos jogadores serão desafiados em algum momento.

Leia também: Como criar uma campanha para personagens malignos.

Patrocinado

Decerto um grande vilão precisa ser memorável, não pode ser apenas um bloco de estatísticas que desafie os jogadores. Seguindo o exemplo de Thanos, outra lacuna que deve ser preenchida são seus ideais, ele não pode simplesmente querer acabar com os personagens. Para que o seu vilão seja mais marcante ainda, seus ideais e objetivos devem ser pessoais, Thanos alertou o seu povo sobre o que poderia acontecer. Enfim, ele foi ridicularizado e o pior veio sobre o seu planeta, mas isso se tornou o ideal de Thanos, salvar a metade do universo, mesmo que para isso, ele destrua a outra metade.

Leia também: As melhores maneiras para lidar com o Metagame em Dungeons and Dragons

O poder do seu vilão

Os vilões só irão conseguir chamar a atenção dos jogadores se eles tiverem poder, vilões precisam ter poder político, bélico ou massivo, para conseguir fazer alterações no mundo. Seguindo novamente o exemplo do Thanos, se ele não tivesse poder, seria apenas um louco com um ideal. Conceda ao seu vilão um poder de destruição em massa, mas lembre-se sempre de deixar os combates nivelados, mesmo que seja em um nível mortal.

Leia também: 5 melhores chefes para incluir em sua campanha de Dungeons and Dragons.

Características

Outro fator importante na hora de criar o seu vilão, são suas características que fazem dele único entre os demais NPCs. A princípio uma das coisas que mais chamam a sua atenção no Darth Vader é a sua respiração, em conjunto com a sua voz. Talvez detalhes façam toda a diferença, uma tatuagem diferente, um timbre de voz roco, uma cicatriz, algo que faça ele se distinguir dos demais, afinal de contas ele é um dos personagens mais importantes da sua história. Contudo, não é necessário exagerar nos traços do seu vilão, um ou dois detalhes a mais, farão uma grande diferença, foque bastante em sua narrativa de apresentação.

Usando o livro do Mestre

Todos os detalhes que eu descrevi acima, podem ser encontrados no livro do Mestre, no capítulo 4. Algumas tabelas randômicas podem te ajudar no objetivo e trama, nos métodos adotados para alcançar aquele objetivo, fraquezas e até a classe vilanesca que irá escolher. Não serão todas as aventuras que você vai conseguir criar o seu vilão com os mínimos detalhes. Contudo, o livro do Mestre consegue te ajudar com isso de maneira rápida e prática.

Leia também: As 10 melhores magias de Dungeons and Dragons.

Os Mestres devem lembrar que seu objetivo não é derrotar os jogadores, mas desafiá-los e atraí-los. Os grandes vilões de D&D incorporam a narrativa, movem o enredo e criam aventura.  Os Mestres não devem ficar muito preocupados com isso, sim, às vezes o Boss se afasta para fazer o mal outro dia, mas em algum momento a campanha resulta em seu fim. Nunca se desespere Dungeons & Dragons tem uma galeria de Boss que remonta 50 anos e continua crescendo. Sempre haverá novos grandes males para tomar o seu lugar e dar aos heróis uma razão para existir.

Enfim esperamos que as dicas acima, possam te auxiliar na criação do seu próximo vilão de Dungeons and Dragons.

Patrocinado