Patrocinado
Conheça as regras de Dungeons and Dragons que devem ser evitadas

Regras que devem ser evitadas

Conheça as regras de Dungeons and Dragons que devem ser evitadas

Certamente, D&D não é apenas um jogo de “faz de contas” graças as regras, mas existem algumas regras de Dungeons and Dragons que devem ser evitadas. Em D&D , muitas dessas regras são importantes para se divertir e se aventurar em uma grande aventura. No entanto, algumas regras em Dungeons & Dragons devem ser evitadas, especialmente para que os jogadores possam aproveitar ao máximo seu tempo, juntos e manter os níveis de diversão no máximo.

Patrocinado

A principal função da regra de ouro é aumentar a diversão e a imersão dos jogadores na mesa. Separamos algumas regras, que quando evitadas, tornam a experiência do jogador muito melhor. Enfim, confira abaixo, regras de Dungeons and Dragons que devem ser evitadas.

Peso de itens

Conheça as regras de Dungeons and Dragons que devem ser evitadas
Muitos itens para carregar não é?

Então, essa é uma regra pouco utilizada, contudo, existem algumas aventuras que se utilizam da regra do peso. Em Dungeons and Dragons, cada raça possui um peso base e um peso adicional que pode carregar. Se você procurar no livro do Jogador, o capítulo que mostra Armaduras e Escudos ou Armas, notará que cada item possui um peso.

Se os Jogadores ou Mestres tiverem que se preocupar no peso que seus personagens estão carregando, isso se tornará algo horrível. Decerto, nenhum jogador quer perder seus itens, mas ter que controlar o peso de cada um, tornará tudo muito complexo, tendendo a deixar a mecânica do jogo complicada. Se for complicado demais, será ruim. Claro, mesmo que não utilize a regra do peso de itens, não deixe que um gnomo tente arrastar uma carroça sozinho, afinal de contas é apenas na questão de regras, a lógica permanece em alguns pontos.

Patrocinado

Leia também: Conheça as magias mais poderosas de Dungeons and Dragons

O alinhamento dos personagens

Alinhamentos de RPG
Alinhamentos de RPG

Sobretudo, o alinhamento de Dungeons and Dragons, é uma das bases para a criação dos personagens, existe a possibilidade de usar apenas parte dessa regra? Existe cenários, como Filhos do Éden, onde os personagens não possuem livre-arbítrio, ações que contestem seus alinhamentos, retornam como uma espécie de castigo ou penalização. Agora, cenários que não existe essa obrigatoriedade, você pode evitar essa regra, ou usar ela parcialmente.

Veja: Conhecendo RPGS: Filhos do Éden

Decerto, um personagem pode começar com um alinhamento neutro e na metade da campanha, estar com um alinhamento neutro. Essa não deve ser seguida ao pé da letra. Inegavelmente, interromper sessões constantemente porque é “algo que o personagem pode fazer” estraga a aventura.

Coletar componentes para as suas conjurações

Componentes magicos
Imagina juntar tudo isso

Às vezes, coletar materiais é uma necessidade para certos feitiços, mas pausar o jogo a cada cinco minutos para que alguém possa procurar ágatas ou cenouras secas para usar Darkvision pode realmente interromper uma campanha. Isso também é algo extremamente entediante, para outros jogadores que desejam prosseguir com a campanha.

Leia também: Descubra como apimentar suas conjurações em Dungeons and Dragons

Um exemplo básico, imagine uma party que possua três classes conjuradoras, se cada uma tiver que coletar componentes para conjurar uma magia, a sessão ficará só nisso. Então, antes de colocar essa regra em prática na mesa, converse com os jogadores. Você conhece alguma regra que poderia fazer parte dessa pequena lista? Compartilhe conosco a sua opinião nos comentários. Fique a vontade para sugerir tópicos e listas.

Patrocinado