Patrocinado
Facebook, Netflix e Youtube diminuirão a qualidade dos vídeos no Brasil

Facebook Netflix e Youtube

Facebook, Netflix e Youtube diminuirão a qualidade de vídeo no Brasil

Medida para Facebook, Netflix e Youtube está relacionada à pandemia do COVID-19

Então como uma medida de conservar a estabilidade das redes de internet no Brasil, onde o tráfego de dados aumentou expressivamente em consequência da quarenta do coronavírus COVID-19, Facebook, Netflix e Youtube anunciaram que irão diminuir a qualidade de vídeos nos países e na América Latina em geral.

Patrocinado

Em uma nota, a Netflix destacou que irá instalar um sistema igual ao que usou em países europeus durante a pandemia, com a intenção de diminuir em 25% o tráfego da companhia em provedores regionais. Eventualmente, é reforçado, porém, que isso não desencadeia uma redução na qualidade de imagem do usuário.

“Resumindo, a ação que tomamos mantém toda a gama de resoluções de vídeo”, destaca a nota. “Portanto, se você pagou por ultra-alta definição (UHD), alta definição (HD) ou definição padrão (SD), é isso que você vai continuar recebendo (de acordo com o aparelho que estiver usando).”

“Alguns provedores em regiões como a América Latina querem que reduzamos nossa largura de banda o mais rápido possível. Outros querem continuar como de costume. Isso é compreensível, pois diferentes provedores ao redor do mundo montaram suas redes de maneiras diferentes e operam em condições diversas”, complementa a mensagem. “Felizmente, temos muita experiência em oferecer a Netflix de forma eficiente por meio do nosso programa Open Connect – e usando outras tecnologias em que fomos pioneiros – e podemos responder a esses diferentes cenários rapidamente.”

Patrocinado

Outras empresas também adotarão medidas semelhantes

Além do mais, oura empresa que também abordará a mesma medida não só no Brasil como no mundo é o Youtube, que irá alterar a definição padrão para diminuir a sobrecarga das conexões.

Em síntese, o Facebook também não estará de fora, e usará a mesma implementação para reduzir as cargas.

“Para ajudar a aliviar as redes neste período de alta demanda devido à pandemia de COVID-19, vamos reduzir temporariamente a resolução em bits dos vídeos no Facebook e Instagram na América Latina”, diz a declaração de um porta-voz da empresa. “Queremos garantir que as pessoas possam permanecer conectadas usando os aplicativos e os serviços do Facebook, e continuaremos trabalhando com nossos parceiros para administrar qualquer limitação de transmissão de dados.”

Enfim, as outras empresas ainda não se manifestaram. Para mais notícias, resta aguardarmos para ver como as companhias darão conta da sobrecarga no tráfego.

Patrocinado