Psicóloga-conta-que-o-termo-nerd-deve-ser-considerado-crime

Psicóloga diz que chamar alguém de nerd deve ser um crime de ódio

A princípio a palavra ‘nerd’ vem acompanhando a cultura pop por décadas, sendo ela vista em filmes de super-heróis, ficção cientifica, livros, jogos e até mesmo dentro da internet, contudo recentemente uma psicóloga contou em uma entrevista que chamar alguém de nerd deve ser considerado um crime de ódio.

Patrocinado

De acordo com uma professora de psicologia, “nerd” e “nerd” devem ser considerados crimes de ódio quando usados ​​de forma negativa. Em um post recente no Twitter do programa britânico de assuntos atuais Good Morning Britain, a Dra. Sonja Falck disse que acredita que existe a possibilidade de efeitos significativos na vida de “insultos anti-QI”.

A entrevista com a Psicóloga

Falck, que é professora de psicologia na Universidade de East London, falou em uma entrevista no programa sobre como as pessoas podem ser marginalizadas por causa de seu QI, dizendo que ela acha que outros termos como “cabeça de ovo” e “cérebro-cérebro” devem ser incluídos como crimes de ódio.

Patrocinado

Eu acho que as pessoas acham surpreendente porque pessoas com QI muito alto são um grupo minoritário na sociedade que são muito ignoradas, não são compreendidas e amplamente negligenciadas… É o caso de pessoas com QI muito alto serem frequentemente intimidadas na escola, por exemplo. Eles são um alvo para serem intimidados de maneira bastante cruel.

Pode parecer um salto para marcar esses termos como crimes de ódio, mas Falck considera que um crime de ódio é simplesmente uma questão de atingir alguém, ou um aspecto da personalidade de um indivíduo de maneira negativa.

Se você olhar para essas legislações relacionadas a crimes de ódio, o crime de ódio é simplesmente sobre alguém ser alvo de maneira negativa de quem eles são. E uma pessoa com um QI muito alto, que se depara de uma maneira diferente, muitas vezes é alvo dessa maneira. Então, acho que é uma diferença individual que deve ser respeitada.

É interessante notar que ela compara geek e nerd a pessoas com QI mais alto. Nesta era moderna de correção política e tentando ser mais inclusiva e sensível aos outros, muitos podem não pensar nessas palavras como crimes de ódio, especialmente quando um psicólogo profissional faz referência a pessoas inteligentes.

Patrocinado

Concorda coma psicóloga? Deixe nos comentários a sua opinião.

Fonte: Twitter

Patrocinado